terça-feira , 21 novembro 2017
Capa | Gente e Gestão | Carreira | Tire a máscara e seja autêntico

Tire a máscara e seja autêntico

mascara1-copia

Você se esconde de seus colaboradores?

Muitos líderes tentam esconder suas falhas atrás de uma fachada polida. Muitos tentam se comportar da forma como imaginam que se comportam os “grandes” líderes.

Liderar já é uma tarefa bastante árdua. É necessário disciplina além de exigir flexibilidade e capacidade para se reinventar a todo instante. Se reinventar e adaptar-se as diversas características das pessoas, encontrando a melhor forma de comunicação com elas não significa criar personagens. Quando abdicamos de nossas características básicas, construímos barreiras diretas contra a nossa espontaneidade e é justamente nela onde habita o melhor de nós.

Ao contrário do que muitos imaginam, o líder não é e não precisa ser um super-herói.  Ele não precisa saber tudo. Mas, precisa inteligência emocional para construir e ampliar seu círculo de influência, conectando-se as pessoas detentoras de habilidades, conhecimentos e entusiasmos distintos. A sensibilidade e empatia permitem ao líder uma visão do todo por meio da equipe. Sabendo conectar corretamente as diferenças, é possível construir um time que pode se aproximar da excelência.

A complexidade de hoje torna quase impossível uma única fonte de solução para os problemas. O líder deve construir os elos certos e saber unir as pessoas com características diferentes, criando propósitos que possam engajar e fazer com que as pessoas caminhem em uma única direção. Percebam que caminhar em uma única direção não significa ter os mesmos objetivos.

Não há dúvidas que a motivação deixa o colaborador mais engajado, responsável e motivado. Contudo, o indivíduo tem sua própria motivação. Cabe ao líder encontrar o ponto de convergência entre as aspirações pessoais de cada indivíduo e o propósito da organização. O objetivo é levar transparência aos colaboradores, fazendo-os enxergar que o bom trabalho e a união do grupo ajuda-os a alcançar seus sonhos e objetivos. O sucesso da equipe aproxima cada colaborador do seu próprio sonho, considerando que os propósitos e valores da Organização e da equipe são compatíveis. Também é necessário entender o perfil e o papel de cada individuo. É necessário explorar o melhor de cada um. Um profissional que desempenha um papel aquém de suas capacidades, logo perderá o estímulo. Da mesma forma, solicitar para que um profissional desenvolva um papel muito além de suas habilidades vai desencorajá-lo e até abalar sua autoestima. Nem todos os desafios são possíveis e quando muito distantes da capacidade do profissional, podem ao invés de impulsiona-lo, desestabiliza-lo emocionalmente.

Ninguém trabalha exclusivamente para os dividendos dos acionistas. Mas, o profissional engajado e com seu objetivo bem definido sabe que o bom trabalho contribui para bons resultados e o aproxima da conquista de seus sonhos pessoais.

totalidadeAo tentar ser outra pessoa, você desgasta a confiança e apenas desperta dúvidas quanto à sua verdadeira identidade. As pessoas não se conectam com a perfeição. Somos todos imperfeitos e a tentativa de passar uma imagem perfeita afasta as pessoas, seja porque as diminui, seja porque sabem que a perfeição não existe. As pessoas se conectam e são mais sensíveis com as imperfeições. Permita-se a oportunidade de errar e enxergar, com humildade, suas imperfeições. Você se surpreenderá com a capacidade e inclinação para ajudar que as pessoas de boa índole apresentam quando se deparam com a fragilidade de outros. Isso dá a elas a oportunidade de também se mostrarem.

Por isso, baixe a máscara e seja quem realmente é. Isso pode aprimorar suas relações, gerar confiança e criar melhores resultados nos negócios. Ser honesto em relação aos próprios defeitos e pedir ajuda alheia quando necessário, determinam como dedicar mais de seu EU autêntico ao trabalho que desempenha.

A inteligência emocional permite as pessoas agirem de acordo com as percepções dos próprios sentimentos e de outros. Fecha as portas para os prejulgamentos e abre a possibilidade de troca e aprendizado. As pessoas não são todas iguais e não é possível exigir a mesma inteligência emocional e os mesmos valores de todos, mas é possível agir sobre ações reais ao invés de nos protegermos antecipadamente de problemas ainda não revelados.

Um líder precisa, acima de tudo, de caráter e coragem para liderar a si mesmo, entendendo seus pontos fortes e passíveis de melhoria.

Não há problemas sem solução. Há soluções que não conhecemos. Conecte-se e descubra novas alternativas.

Sobre Ricardo Robles

Apaixonado por GENTE, diversidade, filosofia, natureza, esporte, empreendedorismo e o simples da vida. Entusiasta das relações humanas e dos resultados obtidos por meio delas. Cofundador da Work4All (www.work4all.com.br). Carreira consolidada na área de Recursos Humanos ao longo dos últimos 20 anos. Especializações em Gestão de Finanças e Controladoria–USP, Gestão de Negócios–FGV, Planejamento Estratégico e Balanced Scorecard–FIA. Executive Coach formado pela ICF International Coach Federation.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.